domingo, 25 de outubro de 2015

Lentes BIfocais


Lentes Bifocais
São lentes que possuem somente dois campos de visão.Um para longe e outro para perto. Atualmente as principais lentes bifocais trabalhadas no mercado brasileira são chamados: Ultex, Biovis e Kriptock. As lentes chamadas Executive, Katral e Omega, são tipos de lentes para casos específicos.
Bifocal Biovis
Lentes Biovis  conhecida como Panopitick, topo reto, base prismática superior (BPS)e flap top. Usada quando a dioptria esférica de longe for negativa, ou quando a dioptria esférica de longe for positiva menor que adição.
Bifocal Ultex
Conhecida também como Balux e base prismática inferior (BPI), essa lente do tipo bifocal ultex é usada somente para forças dióptricas de longe esféricas positivas maiores que adição.
Bifocal Kriptock
 Conhecida também como base prismática central (BPC), indicada sempre quando a adição for igual ao grau de longe.

Bifocal Execultive
Lente bifocal execultive conhecida como Franklin, é o bifocal mais antigo.  Esta lente é freqüentemente recomendada como uma lente ocupacional para os pacientes envolvidos com um monte de leitura e em crianças, para o estimula o cristalino.
Katral Omega
Indicado para altas dioptria. ( a partir de +9,00)
*Atenção
 - Quando a dioptria de longe for negativo, e quando a adição for maior que a dioptria de longe. Bifocal indicado Biovis.
   - Quando a dioptria de longe for positiva maior que a adição, o bifocal indicado é o ultex.
   - Quando a dioptria for igual a adição, ou em caso de dioptria esféricas com sinais diferentes em AO, o bifocal indicado é o kriptock.

                                                                                            Vandeir Junior

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Diâmetro ideal

Hoje os modelos de óculos  estão cada vez maiores, é o novo estilo adotados pelos os usuários. E não só esteticamente, mais em questão de conforto visual são os  mais indicados.
E por esse fato os consultores de vendas e técnicos em óptica, devem ficar atento na hora de indicar a lente ideal para essas armações, pois sabemos que cada bloco de lente tem o seu diâmetro que deve ser respeitado, para uma boa adaptação e em uma excelente acuidade visual do usuário. Mais para isso é necessário fazer o cálculo de diâmetro ideal que é:   
                                  
D = P+A+DM-(2 x  menor DNP) + 2 = Diâmetro ideal



(Ponte+Aro+Diagonal maior, menos duas vezes a menor DNP, + dois). O resultado será o diâmetro ideal.
Fazendo esse cálculo com certeza você terá resultados favoráveis, e estará comprometido com a qualidade de visão, e com o processo de adaptação do seu cliente.

Vamos colocar em pratica, e até a próxima!

                          
                                                      Vandeir Junior

vandeir_junior@yahoo.com.br

domingo, 21 de dezembro de 2014

Anti-Reflexo

Hoje vamos falar sobre  um dos tratamentos aplicados na superfície das lentes oftálmicas. Abordaremos o tratamento anti-reflexo, que tem como finalidade a filtragem de reflexos emitidos pela luz policromática. Ou seja, a luz se propaga no vácuo em linha reta até sua incidência  em uma superfície de um material ou objetos de qualquer espécie , e essa mesma luz é refratada para os nossos olho,o mesmo acontece com as fontes luminosas que são os faróis, lâmpada, TVs, tela de computadores, tabletes e Smartfones, dentre outras.Toda luz emitida por essas fontes de luz são refratadas diretamente para nosso olho, colocando a pupila do nosso olha para trabalhar, pois ela é responsável por controlar a entrada de luz para dentro do nosso olho. E quando essa luz e refletida com intensidade causa certo desconforto visual. E é ai que entra o fator tratamento anti- reflexo aplicado na superfície das lentes oftálmicas.
Como já havia citado anteriormente sobre o anti-reflexo, que além de filtra o excesso de luz emitida em direção ao nosso olhar, o tratamento também tem outras finalidades que é, elimina o casaco visual, deixa a superfície da lente mais resistente a arranhões, e esteticamente elimina o efeito espelho da lente, deixando as lentes mais transparentes.

O anti-reflexo é fundamental nos dias de hoje, com tanta tecnologia o ser humano passa um bom tempo vidrado nos aparelhos que são produtores de fontes de luz. Então se você usa óculos ou conhece alguém que usa, e que estar à procura de conforto visual, não se esqueça o indicado é tratamento anti-reflexo.
                                    
                                                                  Vandeir Junior

 vandeir_junior@yahoo.com.br

domingo, 28 de setembro de 2014

Ceratocone

videoO ceratocone é uma distrofia ocular que atinge a córnea, onde a córnea se torna mais fina e tem seu formato modificado, assumindo um aspecto cônico,ou seja uma distrofia da corneá causando uma deformação da córnea, fazendo com que a pessoa desenvolva astigmatismo ou miopia. Trata-se de um problema hereditário, que costuma se desenvolver na adolescência e estacionar na idade adulta, por volta dos 25 e 30 anos. No Brasil, estima-se que a doença atinja três a cada mil pessoas.
O primeiro sintoma que leva um paciente a procurar ajuda médica é a visão embaçada, que num primeiro momento pode ser diagnosticado como apenas astigmatismo. Caso o oftalmologista suspeite de ceratocone, pode solicitar um exame mais especializado chamado topografia corneana, que pode diagnosticar os casos já na fase inicial. Vale ressaltar que o diagnóstico precoce não impede que a doença evolua, embora a maioria dos casos permaneça na fase mais simples, que pode ser resolvida com o uso de óculos. O ceratocone não provoca vermelhidão, não produz secreção ou faz a pessoa lacrimejar.
 A maioria dos casos de ceratocone resultam em problemas de visão não muito graves, como astigmatismo e miopia e são tratadas com óculos, anel de Ferrara, e as lentes de contato rígidas, e agora para o tratamento do ceratocone é utilizado a mais nova tecnologia chamado cross linking, que interrompe o avanço. O cross linking permite interromper a progressão do ceratocone usando vitamina B2 associada à luz ultravioleta para enrijecer a córnea. O procedimento visa estabilizar a doença, em alguns casos, não se faz necessário o transplante. Se o ceratocone evoluir a pessoa vai necessitar de um transplante de córnea. As técnicas de transplante também tem evoluído e hoje existem diferentes técnicas de transplantes, se tornado assim um procedimento cirúrgico cada vez mais seguro.
 É importante sempre procura um especialista antes de se auto diagnostica. Qualquer dificuldade ou sintomas visuais a orientação é, procure um oftalmologista e cuido da sua visão. Fica a dica!
                             
                                         Vandeir Junior

                                                                                                              vandeir_junior@yahoo.com.br


                                                                                                 



segunda-feira, 22 de setembro de 2014

A sensação do momento, óculos retro

Hoje esta sendo muito comum o uso das armações chamadas de retro ou vintage, que se refere a modelos que eram usados no passado e agora voltou e está no auge, no topo do rank dos desing de armações mais vendidas nos últimos tempos.  Modelos que se adéquam na maioria dos rostos, um modelo para cada tipo rosto sem perder a característica da nova onda do momento que são os modelos maiores.
Na sua grande maioria não se trata apenas de modismo ou sensação do momento, mais sim questão de estética e conforto. E é sempre bom enfatizarmos essa questão, pois as armações maiores permitem um maior campo visual e na sua grande maioria impossibilita a sensação de olhar fora do campo de visão da lente. E quem ganha com isso são os usuários das lentes progressivas, conhecida também como lentes multifocais, que possui dois campos visuais de longe e de perto e um corredor progressivo que intermédia os dois campos visuais. Ganham principalmente na questão de conforto visual, porque os aros maiores permitem uma melhor distribuição da potenciação da dioptria principalmente no campo visual de perto.
Os jovens também aderiram a essa nova onda que estacionou no mercado óptico brasileiro. Os mais jovens ousam com cores nada discretas, como vermelho, branco, verde, os diversos tons de azul, e dentre outras. Esse jeito eclético dos mais jovens usarem óculos está acabando como a resistência de muitos outros usuários que tinha um desafeto em usar óculos. Esse estilo adotado vem incentivando ate aqueles que não precisam de uma compensação visual, a usarem óculos só pare entrarem na “moda” que chegaram à tela da TV e estar presente nas novelas, nos filmes, com os apresentadores, e dentre outros que adotaram os modelos vintage.
E o mais interessante são os matérias que são feitos as armações dos óculos que estão em evidência no momento, são os termoplásticos classificados como o famoso acetato, propionato, grilamid,  e o grilamid TR90 que é um dos matérias termoplásticos mais utilizados na fabricação das armações termoplásticas atualmente.  Lembrando que todos esses matérias termoplásticos são inócuos, ou seja são antialérgicos e inofensivo ao usuário. E o grupo dos metais que a cada dia estão inovando com modelos de armações ousados e despojados, que são classificadas em monel, alpaca, bronze, aço inox, titânio. Todos esses matérias e vários outros que não foram citados aqui, são utilizados por diversos fabricantes do segmento óptico nacional e internacional, são responsáveis em dar formas inovadoras e ousadas para os atuais modelos de óculos.


Visando todo esse cenário atual cabe ao consultor óptico, se preparar melhor e saber que cada modelo de óculos tem sua CBVA (características, benefício, vantagem e sua atração). Estudar bem a característica de cada modelo de cada material, com isso mostrar seu beneficio, e principalmente mostrar o quanto vale adquirir um óculos que tem procedência e de seu benefício a curto, médio, e longo prazo. E cada modelo, cada marca trás suas vantagens que devem ser conhecidas, e explicadas para o usuário, mais isso só vai ser possível se o consultor óptico estiver em sintonia com os novos modelos e com os fabricantes. E com isso aumenta a responsabilidade dos fabricantes e dos consultores óptico, de despertarem a atração e o desejo de inovação. Com o renascimento desses modelos de óculos que chegaram com uma nova roupagem, pare se adequar aos diversos estilos.  Fica a dica!

                                                           Vandeir Junior

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Espessura das lentes oftálmicas X estética



video







Hoje na atualidade aumentou significativamente o cuido com a estética, pesquisa aponta que o Brasil esta entre os países mais vaidosos do mudo e que o Brasileiro estar mais disposto a investir cada vez mais na estética e na aparecia. Visando isso o mercado óptico deve se adequar e se enquadro, deixando de vender apenas óculos e sim passarem a vender saúde e estética.
.Para nós do segmento óptico estamos vivendo a era do avanço tecnológico, onde essa tecnologia nos possibilitar a cuidar da saúde visual, da aparência e da estética do nosso cliente. Uma frase que era muito falada antigamente e que até hoje ecoa dentro do PDV da ótica é: “As lentes do meu óculos vai ficar muito grossa.” E através dessa frase confirmamos que a cada dia que passa as pessoas estão mais vaidosas, e cuidando melhor da sua aparecia. E confiando inteiramente ao consultor óptico essa responsabilidade que requer conhecimento e pratica nesse assunto.
E nesse caso especifico exigi um conhecimento técnico e pratico no que refere à espessura de lentes oftálmicas. Para entendermos melhor vamos conceituar espessura. Espessura é o tamanho em milímetros que pode ser encontrado em cada ponto da lente. E essa espessura estar interligada diretamente com à dioptria (grau), o tamanho do aro da armação que evolve diretamente o diâmetro, a DP ( distância pupilar), posição do eixo ( indicado na receita médica), e os matérias das lentes oftálmicas.
O tamanho e o diâmetro da armação implicaram diretamente na espessura da lente, por que cada armação exige uma lente com um diâmetro maior ou menor de acordo com a necessidade e escolha do cliente. E é papel do vendedor presta uma consultoria e orientar o cliente ajudando ele a fazer a melhor escolha de acordo com a dioptria, ter sempre uma atenção especial com as altas dioptrias, pois o peso e a espessura vão ser baseados no tamanho e no diâmetro da armação. Lembrando sempre que quanto menor a armação, menor será o diâmetro e mais leve e mais fina será a lente.
É importante saber que a DP tem também sua influencia na espessura final da lente, um critério pouco utilizado pelos consultores ópticos é na hora de escolher uma armação, cuja soma do aro e da ponte seja igual ou aproxima a DP, isso resultara a uma melhor distribuição de espessura.
O eixo indicado na receita médica também tem sua parcela na espessura final das lentes, o posicionamento do eixo influência diretamente no acabamento final da lente. Para entendermos melhor vamos citar aqui dois exemplos de eixos, os contra regra que variam de 70° a 110°, também conhecido como eixos com meridiano vertical. Os eixos a favor da regra variam de 160° á 20°, conhecido também como eixos com meridiano horizontal. É muito importante entendermos isso por que o eixo tem um parcela muito importante na espessura final das lentes, todos os eixos que tiverem no meridiano horizontal, ou seja, a favor da regra as lentes ficaram mais finas na bordas, comparados com a mesma dioptria com os eixos no meridiano vertical ou contra regra.
E nessa busca por uma estética melhor e de um acabamento melhor, temos os matérias das lentes, os principais propulsores de estéticas em lentes oftálmicas. Temos várias matérias, e cada material tem seu índice de refração, não vou conceituar índice de refração para não sair do tema que estamos abordando nesse artigo, mais o que precisamos entender de índice de refração nesse contexto é que, quanto maior for o índice de refração do material da lente, mais fina será a espessura final da mesma. Temos os matérias de resina CR 39 ( orgânica), seu índice de refração é de n 1.499,  trivex n 1.530, resina policarbonato n 1.586, as lentes de alto índice que variam de n 1.600 a 1.74 e as lentes que com o avanço da tecnologia digital estão diminuído sua produção, são as lentes  em cristal High-Light de 1.700 a 1.900. Quanto maior for o índice de refração do material da lente menor será sua espessura final.

Essas dicas deixadas nesse artigo têm o intuito de desperta a sua curiosidade, para que você aprofunde em cada item citado aqui, para prestar uma verdadeira consultoria para seu cliente, e assim fazer com que a saúde visual e a estética caminhe lado a lado, proporcionando para o seu cliente uma experiência única.  E com certeza você fará o diferencial para seu cliente, e será o diferencial da sua empresa. Fica a dica. 


                                            Vandeir Junior.

terça-feira, 3 de junho de 2014

Diplopia


video


Diplopia é conhecida como visão dupla, quando a pessoa que tem essa disfunção visual foca em uma imagem, essa imagem se transforma em duas.
Existem dois tipos de diplopia, monocular e binocular.  A diplopia monocular e quando a imagem é projetada em dois pontos diferentes na retina em um olho só. Pode ser causada por astigmatismo, ceratocone,  pterígio, catarata e uma lente descentrada. Para eliminar a visão dupla é só ocluir um olho.
Diplopia binocular é o resultado de uma disfunção dos eixos ópticos responsáveis por controlar toda rotação do olho conhecidos como músculos extras oculares. Causa por estrabismo, nervos que controla os músculos extras oculares, diabetes, e trauma ocular.

O único sintoma é ver duas imagens, o ideal e procurar um especialista. Fica a dica!

vandeir_junior@hotmail.com                       Vandeir Junior